Como fazer a auto-massagem ayurvédica Abhyanga

Abr 16, 2013 | Ayurveda, Notícias, Vídeos

 

Abhyanga (mãos amorosas) significa em sânscrito untar ou esfregar. É uma massagem terapêutica que faz parte da milenar ciência ayurvédica, e que envolve uma série de tratamentos ao nível corporal e subtil sobre os pontos marma (o encontro entre os sete Dathus – os tecidos do corpo), e o Sistema de Nadis (Canais) que controlam o Prana – o fluxo de energia vital. A massagem é fundamental porque nutre os tecidos, equilibra os doshas, é rejuvenescedora, aumenta a força e a vitalidade e e diminui o stress e a tensão. Tal prática é recomendada diariamente, sendo comparada em importância ao comer e ao dormir.

É uma óptima solução em caso de dor, uma vez que, segundo o Ayurveda, as dores são causadas pela acumulação de energia, a qual acaba por obstruir o fluxo energético do corpo. O calor gerado pela massagem faz este fluxo mover-se, aliviando a tensão e diminuindo a dor. A pessoa respira melhor, mais profundamente; além de sentir-se relaxada, dorme melhor, regulariza o apetite e em geral torna-se uma pessoa mais satisfeita com a vida.
O tipo de óleo a ser utilizado vai variar de acordo com a constituição do indivíduo, sendo o o óleo de sésamo o mais adequado para Vata, o óleo de coco para Pitta e o óleo de mostarda para Kapha.

Fazer uma automassagem ajuda a eliminar toxinas, aliviar dores e tensões e diminuir a ansiedade, além de activar a circulação sanguínea e relaxar a tensão muscular. Escolha o óleo mais adequado para si e saiba como realizar a sua auto massagem abhyanga.

Comece por aquecer ligeiramente um pouco de óleo de sésamo, até ficar morno, a uma temperatura ligeiramente superior à temperatura corporal. é importante dar atenção às articulações (tornozelos, joelhos, ..), uma vez que são ‘locais’ onde Vata pode acumular facilmente.

    1. Começar pelos pés e, de seguida, os tornozelos – massaje bem entre os dedos, na planta e parte superior do pé, calcanhar; massajar os tornozelos em movimentos circulares
    2. De seguida, massajar as pernas e os joelhos – massajar as pernas em direcção ao coração, e massajar os joelhos em movimentos circulares; continuar a msaagem em direcção ascendente, nas coxas.
    3. Abdómen – verter um pouco de óleo e massajar suavemente no sentido dos ponteiros do relógio;
    4. Ancas e zona lombar – mais uma vez, em suaves movimentos circulares;
    5. Peito e ombros – massajar com movimentos circulares, em particular nos ombros;
    6. Pulsos, braços e mãos – semelhante aos pontos 1 e 2; especial cuidado nas articulações;
    7. Região cervical (pescoço – zona onde é frequente sentir o acumular de tensão;
    8. Rosto – efetuar movimentos circulares, estimula a circulação e reduz as rugas; massajar as orelhas suavemente;
    9. Cabeça (opcional) – embora opcional, é importantíssimo para estabilizar Vata e para acalmar os sentidos. Finalizar com a massagem de pontos marma na fronte e nas têmporas

Após a massagem relaxar num lugar calmo durante 5-10 minutos, antes de terminar com um duche tépido ligeiro, preferencialmente só com água.

Artigos Relacionados

A nossa seleção …

A nossa seleção …

...para uma pele radiosa este Verão 🌞   Quando o intestino não funciona bem, começamos a...

Os doshas

Os doshas

  Na base do sistema de conhecimentos do Ayurveda está o princípio de que tudo, inclusive o...

0
    Carrinho
    Carrinho vazioVoltar à loja