Portes gratuitos para encomendas a partir de 50€ (Clientes finais Portugal).

Entregas em 48-72 horas (dias úteis)

Como a alimentação Ayurvédica pode ajudar no meu bem-estar?

Fev 1, 2024

Como a alimentação Ayurvédica pode ajudar no meu bem-estar?

A título de celebração do Dia Mundial das Leguminosas preparámos um artigo que partilha como a alimentação ayurvédica contribui para um melhor bem-estar, uma vez que tem como principal foco equilibrar os tipos de energia do corpo e ajudar tanto na saúde física quanto na saúde mental.

O Ayurveda é um tipo de medicina holística, com origem na Índia, cujo nome deriva de duas palavras em sânscrito: Ayur (vida) e Veda (ciência) – a ciência da vida. Na prática do Ayurveda, de acordo com os Samhitas (os textos mais antigos desta ciência) e de uma forma mais sistematizada, conseguimos compreender que existem 4 pilares essenciais ao equilíbrio de um indivíduo. Estes quatro pilares são a alimentação, o sono, o movimento e o silêncio. Quando um destes pilares não se encontra em equilíbrio, a nossa saúde e o nosso corpo ressentem-se e dão sinais de que é necessário ter um cuidado extra.

Neste artigo, abordamos algumas notas sobre o primeiro destes pilares, a alimentação, para compreender o impacto que esta pode trazer ao nosso bem-estar, físico e mental.

A alimentação ayurvédica encoraja, em primeiro lugar, a ingestão de comidas específicas para o seu tipo de corpo (constituição) ou dosha. Esta palavra em sânscrito significa “aquilo que pode causar problemas”. No sistema de Medicina Ayurvédica, os doshas representam os biótipos e energia de cada indivíduo. De modo geral, as pessoas são bi-doshas, isto é, apresentam características dominantes de 2 doshas ao mesmo tempo, embora existam casos de tri-doshas ou dosha único.

O tipo de alimentos que se adaptam, também, a cada dosha estão intimamente relacionados com o agni (ou fogo digestivo) característico de cada biótipo – agni (ou fogo digestivo) é a nossa capacidade de digerir, absorver e assimilar os nutrientes dos alimentos, através do funcionamento apropriado do sistema digestivo.

Comecemos então pelo princípio: existem três doshas e, naturalmente, alimentos mais adequados a cada um.

Dosha Pitta (fogo + água)

Pessoas de tipo Pitta são geralmente líderes atléticos ou mais musculadas. Por vezes tendem a ser competitivos, determinados, inteligentes, decisivos e determinados. Normalmente estas pessoas apresentam um grande apetite e sede e uma capacidade digestiva bem acelerada. Alguns dos alimentos recomendados pelo Ayurveda são: trigo, cevada, arroz, aveia, uva, ameixa, abacaxi, romã, coco e abacate. De entre as leguminosas, destacam-se o grão-de-bico, as lentilhas e o feijão preto.

Dosha Vata (ar + espaço)

Pessoas de tipo Vata têm uma estrutura física menor e leve. Destacam-se pela criatividade e energia. Gostam de mudanças constantes e são vivazes. As pessoas com características predominantemente Vata, têm um apetite e sede irregulares e muitas vezes enfrentam problemas digestivos e de má absorção dos alimentos. Daí os alimentos recomendados serem essencialmente comidas quentes como sopas e ensopados (facilitam a digestão) e também nozes, azeitonas e frutas vermelhas. De entre as leguminosas, destacam-se as lentilhas, o grão-de-bico e o feijão mungo.

Dosha Kapha (terra + água)

Pessoas de tipo Kapha são fisicamente mais resistentes. Quando o dosha predominante é o kapha, as pessoas são tendencialmente mais calmas, pacientes, estáveis e atenciosas. Têm apetite e sede constantes, no entanto tendem a ter metabolismo e digestão lentos. Para as pessoas com o biótipo dominante kapha o Ayurveda recomenda o consumo de vegetais como aspargos e pepinos e alimentos como arroz, cevada, trigo e temperos como o coentro e o cardamomo. De entre as leguminosas, destacam-se as lentilhas, o feijão preto e o feijão branco.

Independentemente de existirem alimentos adequados a cada dosha, é fundamental, compreender que a qualidade dos alimentos que ingerimos, o agni, a quantidade e a frequência adequada estão relacionados e só este equilíbrio potencia o nosso bem-estar físico e mental.

Ou seja, a alimentação no Ayurveda está diretamente relacionada com o autoconhecimento e na capacidade que temos de ampliar a nossa consciência alimentar. Num estilo de alimentação ayurveda, para além de se apreender quais os melhores alimentos para cada dosha, é dada prioridade ao consumo de alimentos sazonais, característicos de cada época e não processados.

Estes são naturalmente mais adequados às necessidades do nosso organismo em cada estação, fornecendo os nutrientes e sabores necessários para manter o equilíbrio dos doshas. Uma dieta sazonal favorece a digestão e o bom funcionamento do nosso sistema digestivo; um outro benefício é o fortalecimento do sistema imunitário: estes alimentos contêm uma variedade de vitaminas, minerais e antioxidantes que ajudam a fortalecer as defesas naturais do organismo, essenciais para lidar com as mudanças climáticas e a prevenir doenças sazonais.

Por isso, se quer começar a colocar a alimentação Ayurvédica em prática, compreenda o seu tempo interior e permita-se conhecer melhor, para que perceba qual o melhor ritmo de transição, quais as principais necessidades do seu corpo a nível nutricional, para selecionar os alimentos, chás e suplementos mais indicados.

Os principais benefícios desta alimentação, além de garantirem o sentir melhor bem-estar físico e psicológico, passam pela prevenção ativa de doenças, como a diabetes, pressão alta e obesidade.

Links para leitura interessante (e rápida) sobre alimentação para cada dosha:

  1.  Vata
  2.  Pitta
  3.  Kapha 

Artigos Relacionados

0
    Carrinho
    Carrinho vazioVoltar à loja